Dicas úteis

Diferentes estilos de comunicação

1. Objetivo da lição: formular os conceitos de habilidades, estilo e maneiras de comunicação, para ajudar os alunos a perceber suas habilidades comunicativas, habilidades de comunicação.

2. Plano de aula.
A parte principal - 30 minutos.
(o material é baseado na apresentação, que reflete os conceitos básicos, esquemas construídos, apresenta tarefas):
introdução de conceitos «habilidades de comunicação ”,“ estilo de comunicação ”, o trabalho dos alunos em cadernos,
classificação e caracterização dos estilos de comunicação (na forma de uma "pergunta-resposta"),
cumprimento da tarefa nº 1 (depois de ouvir os diálogos propostos, determine qual estilo de comunicação é representado neles),
a implementação da tarefa número 2 (dividir em grupos, preencher a tabela)
introdução do conceito de “meio de comunicação”, destacando suas características,
classificação dos métodos de comunicação,
cumprimento da tarefa nº 3 (após visualizar os fragmentos de vídeo, para determinar que tipo de comunicação é apresentada neles),
Resumindo - 5 min.

3. Equipamento:
cadernos para gravar tópicos da lição e conceitos básicos,
Psicologia: livro didático. VI, classe / ed. I.V. Dubrovina,
apresentação da lição (apêndice nº 1),
cartões de diálogo
tabelas com estilos de comunicação (apêndice nº 2),
equipamento para acompanhamento multimídia da lição.

4. O conteúdo e metodologia.
O tema da nossa lição é "Habilidades, estilo e maneira de comunicação". Hoje vamos descobrir qual é o modo de comunicação, quais são os estilos de comunicação, praticaremos para defini-los e falar sobre onde o conhecimento pode ser aplicado.
Todos os dias nos comunicamos com várias pessoas. Mas pessoas diferentes têm diferentes habilidades de comunicação. Eles aparecem em habilidades de comunicação: Pergunta: o que você quer dizer com capacidade de comunicação? (A capacidade de estabelecer e desenvolver contatos com as pessoas, para tornar a comunicação brilhante, agradável e significativa).
As habilidades de comunicação incluem muitas habilidades de comunicação. Vamos olhar para a tela. Habilidade de comunicação é uma maneira ou ação de comunicação familiar a uma pessoa. Para deixar claro para você quais são as habilidades de comunicação, darei exemplos. Para chegar em resposta à saudação de um amigo, dê adeus, diga "Olá" ou "Olá", diga "Olá!" Ou "Ouça", atendendo o telefone. Pergunta: Quais outras habilidades de comunicação você pode citar?
Vamos falar sobre estilo de comunicação. Esta é uma combinação de formas familiares (firmemente dominadas por uma pessoa) de habilidades de comunicação com outras pessoas.
Pode ser chamado vários estilos de comunicação: Amigável, profissional, independente, avassaladora. Vamos dar uma olhada em cada um desses estilos.
Comunicação amigável descontraído, relaxado, franco. Os interlocutores se sentem livres, calmos, expressam abertamente seus sentimentos. Comunicação amigável ajuda a transmitir seus sentimentos, sentimentos. Pergunta: Que sentimentos e emoções experimentam os interlocutores? (Alegria, prazer, calma)
Comunicação empresarial - esta é a comunicação de pessoas que estão unidas por uma causa comum: elas trabalham juntas, estudam. O estilo de comunicação comercial ajuda a obter sucesso nos negócios e, juntos, resolvem um problema específico. Pergunta: Onde posso encontrar um estilo de comunicação comercial? (No escritório, em negociações comerciais, chefe subordinado, professor-aluno).
Estilo independente a comunicação é usada onde as pessoas não estão conectadas na vida e não há necessidade de se revelar na comunicação. Usamos esse estilo de comunicação quando, por exemplo, perguntamos a um transeunte na rua que horas são. Pergunta: Contando com a imagem, diga-me, onde mais posso encontrar o estilo de comunicação desapegado? (Vendedor, no cabeleireiro, no restaurante).
Estilo avassalador A comunicação é usada quando alguém quer suprimir a vontade de outra pessoa - fazê-la fazer alguma coisa ou abandonar seus planos. Pergunta: Que sentimentos e emoções uma pessoa experimenta com um estilo avassalador? (Emoções negativas: ressentimento, raiva, hostilidade).
Quero chamar sua atenção para o fato de que, dependendo da situação, as pessoas usam diferentes estilos de comunicação, alternando-os. Ele sabe como comunicar alguém que possui diferentes estilos de comunicação e se move livremente de um para outro. É importante entender quando e qual estilo de comunicação é apropriado.
Vamos fazer tarefa número 1. Agora, dois rapazes irão ao quadro, lerão o diálogo e todos os outros os ouvirão com atenção e responderão à pergunta: que estilo de comunicação cada um dos participantes do diálogo usa.
Diálogo 1.
- Diga-me, por favor, como chegar à biblioteca!
- Chegue ao fim da rua, vire à direita e veja um prédio de três andares.
"Posso chegar lá de ônibus?"
"Sim, você precisa de um terceiro número."
Obrigado! (estilo de comunicação independente)
Diálogo 2.
oi! Você quer ir ao cinema comigo?
- Algo que eu realmente não quero.
Porque? Você está de mau humor? Vamos lá, ao mesmo tempo você vai se divertir!
- Bem, eu convenci (estilo de comunicação amigável)
Diálogo 3.
"Por que você não lavou a louça?"
- Estou atrasado para o treinamento.
- repito para você novamente, até você terminar de limpar, não vou deixar você ir a lugar nenhum!
(estilo de comunicação impressionante)
Diálogo 4.
- Acredito que esta regra precise ser aplicada nesta equação.
- Isso está absolutamente correto! Finalmente, encontramos a solução certa.
- Talvez agora possamos relaxar e dar um passeio?
"Estou feliz que você sugeriu isso porque eu realmente amo caminhar!"
(negócios, estilos de comunicação amigáveis)
Pergunta: O que você acha que deveria ser uma pessoa que sabe se comunicar? (Ele sabe como comunicar alguém que possui diferentes estilos de comunicação e se move livremente de um para outro).
Agora vamos passar para a próxima tarefa. Dividimos em 4 equipes. Cada um receberá um cartão com um exemplo de estilo de comunicação; os participantes devem apresentar uma situação em que esse estilo seja apropriado, descrever as expressões faciais, gestos dos participantes da comunicação e os sentimentos que ela evoca e preencher a tabela. Depois de concluir a tarefa, todos ficam em seus lugares e um representante da equipe vem até mim e lê as respostas. A tarefa leva 5 minutos para ser concluída.

Considere o conceito de "maneira de comunicação" Esta é uma combinação de habilidades de comunicação que transmite um certo estado interno de uma pessoa.
Como podemos ver no diagrama, o modo de comunicação se manifesta em algumas de suas características:
no tom da comunicação (animado, calmo, dominador),
em comportamento (a maneira como uma pessoa se comporta na comunicação: contida, inquieta, assertiva),
em como uma pessoa sente em comunicação (confiante, incerto, confiante, cauteloso)
em palavrasque uma pessoa usa para expressar seus pensamentos e sentimentos.
As maneiras de comunicação são diversas. Vamos citar alguns dos mais comuns na vida: confiante, incerto, rude, indiferente.
Claro.Tom de comunicação: calmo. As palavrasque uma pessoa usa expresse com precisão seus pensamentos e sentimentos. Com esse meio de comunicação, “magia as palavras"Cortesia -" Obrigado "," Por favor. " Eles expressam uma atitude calma e respeitosa com o interlocutor. Pose pessoa expressa calma.
Incerto.Tom de comunicação: animado. Comportamento - inquieto e inquieto. As palavras as comunicações mostram que uma pessoa duvida do que está dizendo, mesmo que esteja certa: “Talvez. "," Provavelmente não sei. " Pose - lento, costas curvadas, ombros virados para a frente.
Grosso.Tom de comunicação - sem objeção. Comportamento - afiado, assertivo. Em palavras - culpar ou insultar outra pessoa, Pose ameaçador - “mãos nos quadris”, cabeça inclinada para frente, olhar pesado, por baixo.
Indiferente.Tom de comunicação: sem expressão, as palavras têm pouca certeza - “Por um lado. por outro lado ". Gestos inexpressivo, letárgico. Olhe “voando nas nuvens” ou mirando no interlocutor, mas não focado nele. Pose expressa calma e ao mesmo tempo desapego - o corpo é inclinado para trás, longe do interlocutor.
E agora vamos ver os seguintes videoclipes e determinar a maneira de comunicação dos personagens principais.
Pergunta: Qual é a maneira mais universal de comunicação, ou seja, adequada para todas as ocasiões? (Claro).
Então, na lição de hoje, encontramos novos conceitos: «habilidades de comunicação ”,“ estilo de comunicação ”e“ estilo de comunicação ”. Aprendemos que cada pessoa tem a capacidade de se comunicar, mas elas aparecem em cada pessoa à sua maneira. Aprendemos que existem vários estilos de comunicação, examinados em detalhes 4 deles: amigável, profissional, independente e esmagadora. Para uma melhor comunicação, você precisa possuir estilos diferentes e escolher o que é mais adequado nessa situação. Também chamamos o modo de comunicação: confiante, incerto, rude e indiferente, e decidimos que o mais universal e adequado para todas as ocasiões é um modo de comunicação confiante.

Agressão (estilo diretivo)

Acredita-se tradicionalmente que a agressão é ruim. As crianças são ensinadas a resolver conflitos pacificamente, sem brigas. Nos workshops de liderança, os facilitadores geralmente se concentram na necessidade de respeito pelos subordinados.

De fato, a agressividade é indesejável e até prejudicial principalmente para o iniciador da agressão. Quando atacamos outra pessoa, as glândulas supra-renais liberam adrenalina no sangue e o corpo entra em estado de luta. Um atleta de lutador, que recebeu tal empurrão, teria que atacar seu oponente e tirar sua vida, ou pelo menos aleijá-lo. Mas não estamos no campo de batalha nem no ringue de boxe, por isso não podemos "dispensar" enviando um nocaute a um colega odiado. Mas a agressividade atinge o nosso corpo: a pressão arterial aumenta, a frequência cardíaca acelera.

Mas, por outro lado, há situações em que é necessário "incluir" agressão natural. Existem categorias de pessoas com as quais é impossível de uma maneira diferente. Por exemplo, com sabotadores francos que, sob vários pretextos, evitam tarefas. Obviamente, esses são os melhores disparos. E se não der certo? Se não há candidatos dignos e não há tempo: o plano está pegando fogo, todos estão de férias? Às vezes, faz sentido "intimidar" essa pessoa, por exemplo, elevando sua voz para ele. E isso pode funcionar.

Exemplo 2. O gerente de treinamento da empresa comercial Vadim E. precisava organizar o treinamento da equipe de vendas. O chefe da AHO Semyon V. era responsável pela sala de treinamento, ele teve que organizar a limpeza lá e depois transferir as chaves. Que surpresa Vadim foi quando, tendo entrado na sala no dia do treinamento, encontrou uma bagunça lá! Ele ligou para Semyon, mas ele relutantemente respondeu que não sabia de nada e, em geral, não era da sua conta. Então Vadim, muito alto e com uma ameaça em sua voz, avisou que, se o trabalho de preparação das instalações não começasse imediatamente, ele escreveria um memorando ao diretor e faria todos os esforços para que Semen fosse demitido.

A situação resolveu rapidamente. Semyon chegou com um limpador e uma carregadeira, e uma hora depois a sala de treinamento estava pronta.

A propósito, a agressão é indispensável e justificada quando é necessário interromper comportamentos arrogantes ou perigosos. Quando somos abertamente e cinicamente usados, enganados, podemos e devemos demonstrar nosso descontentamento e disposição para lutar com voz, expressões faciais e postura.

Mas, aplicando uma forma agressiva de comunicação, você precisa se lembrar das seguintes regras:

1. A agressão deve ser aplicada apenas quando você não pode prescindir dela. É melhor não usar esse estilo de comunicação.

2. É preciso estar ciente das consequências de um "ataque" agressivo. De qualquer forma, a agressão gera agressões retaliatórias. Se o "ofendido" não puder responder imediatamente ao "ofensor", ele guardará rancor e se vingará. Então, iniciando uma “guerra” contra um colega, você precisa estar ciente de que o oponente responderá.

3. Os efeitos agressivos devem ser os mais curtos possíveis.

4. Você não pode humilhar outra pessoa. Podemos desculpar a dor e até a injustiça, mas é difícil perdoar a humilhação. Isso se aplica, por exemplo, aos casos em que o agressor atua na presença de outras pessoas. Só é necessário punir individualmente.

5. Você não pode "terminar". Acontece que o líder, dando uma surra na reunião, sai em êxtase e continua a gostar de atacar seus subordinados, criticando o trabalho deles. Esta é uma ocupação completamente estúpida. Obviamente, uma pessoa de mente estreita e que se preze pode ter um prazer pervertido ao observar os rostos confusos de outras pessoas. Mas isso não ajuda a causa comum.

E o mais importante. Eles se acostumam com o estilo agressivo e até se divertem, transformando-se em algum tipo de monstro corporativo, contado por histórias de horror para gerações de funcionários. Este é um hábito muito perigoso e ruim. Definitivamente, não é recomendado que o RH use constantemente uma forma agressiva de comportamento.

Submissão

Em geral, eles não gostam de obedecer, pois acredita-se que esse é o lote dos fracos. A propósito, o estilo de "envio" não é descrito em lugar algum. As pessoas têm tanta antipatia por serem lideradas que às vezes nem pensam que na vida algumas comandam, enquanto outras seguem ordens. Mas esta é uma posição errada de avestruz. Para poder obedecer é necessário. Um bom especialista é capaz de construir relacionamentos com o líder para que sejam mutuamente benéficos.

O especialista em pessoal precisa obedecer com competência. Outros funcionários devem ver um exemplo positivo de submissão e entender que podem se comunicar construtivamente com os superiores. Por seu comportamento, hr mostra que obedecer não significa ser humilhado. É antes a capacidade de entender a outra pessoa e fazer o que ela quer. O chefe não é um ditador, mas um cliente. Você precisa se comunicar com ele como um convidado querido: descobrir necessidades e esclarecer desejos. Muitas vezes acontece o oposto. O líder dá a ordem e o subordinado imediatamente apresenta argumentos por que ele não pode cumpri-la. Imagine um cabeleireiro, a quem um cliente vem e pede para fazer um penteado: "É mais autêntico aqui, é mais curto aqui, mas deixe um rabo aqui." E em resposta, ele ouve: "Não, não posso fazer isso, é errado e feio". É improvável que esse cabeleireiro dure muito no mercado de serviços.

Para usar o estilo de envio corretamente, você deve seguir as seguintes regras:

1. Não inicie a tarefa até que fique claro qual deve ser o resultado. Se o chefe não pode articular exatamente o que ele quer, ele precisa de ajuda. Sim, essa não é uma recomendação muito agradável, mas não há nada a ser feito, às vezes você precisa trabalhar para os chefes. Se o líder é incapaz ou incapaz de introduzir detalhes, é imperativo esclarecer quando a tarefa deve ser concluída e qual deve ser o resultado.

Exemplo 3. Marianne S., especialista em seleção, recebeu a tarefa de encontrar um logístico em um serviço de transporte e armazenamento. Mas o gerente não conseguiu formular de nenhuma maneira que tipo de especialista ele precisava: com ou sem experiência profissional, com ensino superior ou com um especialista secundário. Para todas as tentativas de Marianna de entender que tipo de funcionário o gerente deseja ver, o último respondeu: "Eu preciso que ele funcione bem".

Então o recrutador fez o seguinte: ela compilou uma lista de todas as habilidades logísticas possíveis (cerca de 30 posições) e pediu ao chefe do serviço de transporte e armazenamento que deixasse apenas as 7 qualidades mais importantes, do ponto de vista dele. Assim, ela conseguiu um retrato profissional do candidato. Logo, a pessoa certa foi escolhida e contratada.

2. Exclua a bajulação. Não há necessidade de demonstrar excesso de preparação e fielmente "devorar" os olhos do chefe. O desejo de receber bônus por meio de um bom relacionamento pessoal com a gerência é compreensível, mas não causa respeito.

3. Se a tarefa não puder ser concluída, você precisa informar o líder sobre isso, explicando os motivos. Prazos atrasados, falha no cumprimento, promessas vazias são inaceitáveis. É melhor "sair imediatamente do jogo" e não estragar os nervos um do outro.

Opinião. Victoria Kharitonova, Recrutadora Líder, Agência de Recrutamento de Unidades

Cada pessoa tem um certo conjunto de modelos que usa regularmente. Alguém faz isso conscientemente, alguém não faz.

Se você olhar de um ponto de vista profissional, o mais confortável na comunicação será o candidato / colega que poderá alterar e ajustar seu estilo de comunicação para pessoas específicas e a situação. Nesse caso, o interlocutor pode sentir que está no mesmo comprimento de onda que seu oponente. E para os negócios, essa é a forma mais eficaz de interação.

Os exemplos mais impressionantes da aplicação de vários estilos de comunicação emergem da vida cotidiana. Além disso, eles estão conectados precisamente ao fato de que as pessoas não podem ou não têm tempo para reconstruir. Se um professor com experiência entra no transporte público, você pode notá-lo imediatamente, por exemplo, através de um breve diálogo com o maestro, em sua maneira de permanecer, no estilo autoritário de comunicação. Também é muito fácil distinguir o estilo de comunicação muito fácil da multidão dos militares.

Exemplo 4. O técnico de negócios Andrei D. foi convidado a realizar um treinamento para a equipe de vendas da empresa. Além do conteúdo tradicional (etapas de vendas, estabelecimento de contato com o cliente etc.), ele precisava desenvolver um módulo de treinamento adicional. A gerência chamou de "unidade de treinamento motivacional". Andrei teve que realizar "exercícios especiais" que reforçariam o desejo de gerentes e vendedores de vender mais e permitir que eles amem sua empresa. O resultado deveria ter sido concreto - na forma de um aumento de 12% na receita. Бизнес-тренер отказался, так как подобных «волшебных» методик не существует.

4. Поменять отношение. Como já dissemos, a capacidade de obedecer é um indicador de profissionalismo, e não uma expressão de uma posição humilde.

Existem, é claro, "contra-indicações". O estilo de envio foi projetado para se comunicar com clientes e gerentes. Para uma conversa com pessoas arrogantes e agressivas, ele não é adequado.

Colaboração

Essa opção de interação é a mais criativa e produtiva. Os parceiros se comunicam em termos iguais, esforçando-se para cumprir os interesses um do outro. Esse é um tipo de relacionamento bastante complicado. Na maioria dos casos, esse estilo é usado por colegas que estão no mesmo nível hierárquico, embora também sejam possíveis parcerias na díade "chefe - subordinado". O principal princípio da cooperação é que a solução deve satisfazer todas as partes. A desvantagem é que é um estilo de comunicação bastante "lento". A diretiva agressiva e os formulários submissos fornecem decisões mais rápidas. No primeiro caso, isso é conseguido suprimindo a vontade do homem e, no segundo, subordinando conscientemente seus interesses aos desejos do outro.

O estilo de cooperação é ótimo para resolver tarefas criativas e extraordinárias, implementando projetos complexos. Somente uma mente coletiva pode lidar com um problema incomum, e surge apenas em condições de respeito mútuo. Algumas equipes criativas podem existir exclusivamente em condições de cooperação. Por exemplo, grupos musicais em que todos são autores e intérpretes.

Para o gerente de RH, esse estilo de comunicação deve ser básico. A posição de RH na organização é tal que ele freqüentemente desempenha funções consultivas e consultivas, participando de reuniões e atuando como coordenador ou gerente de projetos de RH.

As recomendações aqui são:

1. Para usar o estilo de cooperação, primeiro você precisa garantir que todas as partes estejam prontas para isso. Dominante ou escravo não deve ser.

2. Esteja preparado para assumir a responsabilidade pelas decisões. "Sentar" nas costas de outra pessoa não funcionará.

3. Respeite as opiniões e conclusões de outras pessoas, não importa quão ilógicas possam parecer.

Exemplo 5. A rede de varejo de postos de gasolina decidiu desenvolver padrões de serviço. O consultor que gerenciava o projeto insistia em que funcionários de diferentes níveis participassem dos grupos de trabalho - chefes de departamentos, gerentes de postos de gasolina e funcionários de escritórios. Acreditava-se que essa era a melhor maneira de escrever documentos da vida real. E assim aconteceu. Devido ao fato de funcionários com experiência e visão diferentes da situação participarem da criação dos regulamentos, foi possível entender exatamente que tipo de relacionamento o cliente espera. O discurso padrão acabou sendo interessante e não como as decisões de outras empresas. A organização rapidamente se tornou visível entre outros vendedores de combustível para automóveis e aumentou seus lucros.

Suspensão

Tal estilo dificilmente pode ser chamado de comunicação. Pelo contrário, é uma maneira de se afastar da comunicação. Às vezes somos forçados a nos comunicar com uma pessoa desagradável. Pode ser um cliente, chefe ou um companheiro casual no trem. O estilo desanexado permite que você esteja presente, mas minimiza a comunicação. Aqui estão algumas dicas simples sobre como se comunicar "à distância":

1. Não inicie a comunicação. Se necessário, eles perguntarão.

2. Sem emoções, expressões faciais, gestos. O rosto é uma máscara de pedra. É útil treinar essa habilidade na frente do espelho.

3. Fala - extremamente seca, sem adjetivos, jargões e expressões diminutas.

4. Responda em monossílabos sempre que possível: sim, não, não sei, vamos ver.

5. Não use esse estilo com pessoas importantes. A menos, é claro, que você queira perdê-los.

A capacidade de se afastar é excelente nos casos em que você precisa se comunicar com pessoas agressivas. Portanto, esse estilo pode ser considerado uma técnica de oposição ao agressor.

Exemplo 6. Ulyana K., recrutadora de uma empresa que produz e vende louças descartáveis, enfrentou uma situação difícil. Era necessário encontrar um especialista líder em vendas. Apesar de muitas pessoas quererem trabalhar em sua especialidade, os requisitos para o "vendedor" eram altos. A experiência profissional deve ter sido de pelo menos 10 anos e no mesmo campo em que a empresa atua. Nesse caso, o candidato deveria estar bem ciente dos programas de computador para análise de vendas. Em geral, a situação é complicada.

A seleção do candidato se arrastou e, com base nisso, começaram a surgir conflitos com o diretor de vendas. Alexander V. gostava muito de poder, ele vinha de uma família rica. Ele nunca ficou atrás do balcão, não precisava viajar para os clientes como agente. Ele assumiu sua posição graças aos conhecidos de seus pais e à capacidade de adular rudemente. Ele se tornou o "melhor amigo" do chefe da empresa, porque durante as reuniões devorava com devoção e adoração os olhos do chefe, concordando intensamente e acenando com a cabeça. Nas relações com seus subordinados, ele preferia um estilo diferente de comunicação - em tons elevados.

Devido ao fato de que Ulyana não conseguiu encontrar um especialista, Alexander começou a chamá-la regularmente para seu escritório e relatar. Ulyana reagiu violentamente, começou a chorar e dar desculpas.

A situação se repetia repetidamente. No final, Ulyana ficou doente, sua pressão arterial aumentou, estados obsessivos, medos começaram a se desenvolver. Se o especialista em RH tivesse usado o estilo de remoção, a arrogância do diretor de vendas insolente teria secado rapidamente. Mas sua postura humilhada e lágrimas apenas intensificaram a agressão.

Agressores - as pessoas, por via de regra, são míopes, em sua vida não há nada além do desejo de se afirmar. Eles tratam todos da mesma forma. Eles não têm simpatia por parentes, amigos. Eles são dominados por suas emoções dolorosas. Mas se o agressor vê que o está ignorando, o sentido da vida se perde para ele. Então, o que é mais provável nos relacionamentos com essas pessoas é distanciar-se delas, deixar a comunicação.

Como mudar

Verdadeiramente livre é aquele que pode escolher como se comportar. É impossível, e não prático, ser apenas agressivo ou cooperativo o tempo todo. Para gerenciar suas condições, você precisa seguir algumas regras simples:

1. Esteja ciente de seu humor atual. É ele quem determina o estilo de comunicação em um determinado momento. Primeiro, o estado muda, depois o comportamento. Às vezes nos sentimos agressivos demais para aceitar o estilo de cooperação. Primeiro você precisa reconhecer a presença desse humor.

2. Digite o "estado de excitação zero". Não é possível alternar rapidamente de um estilo para outro. Existem muitas distrações na vida que impedem você de fazer isso. Primeiro, você precisa interromper a comunicação por alguns minutos. Você pode sair do escritório para a rua, expor seu rosto ao sol e ouvir o vento, pode olhar pela janela e observar os carros. A principal coisa ao mesmo tempo é se distrair, pare de se voltar para o interlocutor, mesmo mentalmente.

3. Escolha o estilo de comunicação desejado e comece a se comportar de acordo com ele.

Um bom tipo de treinamento é o treinamento comportamental de comunicações efetivas, comportamento confiante, resolução de conflitos etc. Eles são úteis porque durante a lição o participante deve mudar conscientemente de um estado para outro. A habilidade de transição está gradualmente se tornando mais estável, e a troca demora alguns segundos. O especialista em RH precisa ir a esses treinamentos. Lá, ele tem a oportunidade de se olhar de lado e ajustar seu comportamento.

Variedades de estilos de diálogo

Os estilos de comunicação são diferentes e, para cada situação individual, é selecionado o mais adequado, tanto em termos de comportamento quanto de interação. Para qualquer situação, é comum que uma pessoa se "submeta" de maneiras diferentes. Mas, com um fluxo próprio inadequado, o diálogo se torna difícil.

Para esclarecer essa questão, os psicólogos propuseram descrições de quatro estilos de interação que consistem em:

  1. Ritual. Depende da cultura em que o homem está destinado a viver. Podem ser cumprimentos e perguntas feitas durante a reunião, além de respostas.
  2. Imperativo. É uma forma autoritária e diretiva de comunicação. Um estilo imperativo é obtido controle sobre o comportamento do interlocutor, suas atitudes são esmagadas por ele ou ele é forçado a executar determinadas ações e tomar decisões. Isso é alcançado através de pedidos, regulamentos e requisitos. Geralmente, um estilo imperativo é usado no exército, nas relações entre superiores e subordinados, bem como no trabalho com condições extremas.
  3. Manipulativo. Se tudo é extremamente claro e aberto no estilo imperativo, então no interlocutor manipulador ele tem uma influência secreta. Mas o objetivo permanece o mesmo: controlar o comportamento e os pensamentos do oponente.
  4. Humanista. Este método tem todos os tipos de diálogo. Já existe comunicação igual, cujo objetivo é alcançar conhecimento mútuo e autoconhecimento. Não há lugar para imperativos, e a compreensão profunda é alcançada.

Estilos de comunicação: democráticos, liberais e empresariais

O estilo democrático estabelece que, antes de tomar qualquer decisão, é necessário discuti-la. O que isso significa?

  1. Uso efetivo da motivação.
  2. A presença de satisfação com os frutos de seu trabalho.
  3. Liberando a criatividade, incentivando a iniciativa.
  4. Manter um clima psicológico favorável.

Para o liberal (será descrito em mais detalhes abaixo), uma característica distintiva da democrática é que o interlocutor, que tem um status mais alto na sociedade ou em trabalho nesse grupo de interlocutores, é suave e flexível. Como resultado, as pessoas têm uma maior oportunidade de autogoverno.

O estilo comercial é mais frequentemente associado aos negócios oficiais, o que não é inteiramente verdade, pois esse estilo tem um propósito de uso não apenas dentro do estado, mas também entre eles. Ele fornece a forma oral e escrita, com a exclusão completa do entendimento duplo. O estilo oficial é guiado por organizações com várias formas de propriedade, principalmente na forma escrita e na forma oral - comunicações de parceria. Esse estilo foi projetado para negociar, concluir transações mutuamente benéficas etc.

Mas o mundo não se concentra apenas nas comunicações comerciais, pois também existe um tipo profissional de interação. Aqui, especialistas de alguns setores já estão conversando com um conjunto de termos altamente especializados.

Estilo de conversação

Os estilos de comunicação incluirão conversacional e todos os dias em sua lista. Caracteriza-se por relações informais, associadas não apenas à vida, família, amigos, mas também ao ambiente profissional. A fala conversacional é usada na comunicação interpessoal. É justamente por isso que sua manifestação tem na maioria dos casos uma forma oral em diálogos espontâneos. Pensar no que foi dito durante uma conversa nem sempre é aceitável.

Até o discurso coloquial é usado para a auto-expressão, com sua ajuda, as habilidades de personalidade individual são manifestadas, pois possuem uma coloração emocional.

Um grande papel aqui é atribuído a meios não verbais de interação e sinais expressivos do corpo. Além disso, a comunicação informal encontrou ampla aplicação no vocabulário familiar diário:

  1. Vernacular.
  2. Palavras com uma avaliação subjetiva.
  3. Declarações expressivo-emocionais.
  4. Sob a forma de abreviações.
  5. Sob a forma de fraseologia familiar coloquial.
  6. Uma variedade de partículas, etc.

As frases de exclamação e incentivo também são amplamente praticadas. Esse estilo de fala é usado apenas em certos casos específicos.

Estilo autoritário

Devido ao estilo autoritário, o líder toma pessoalmente quaisquer decisões, desde ordens a instruções. Eles sempre determinam com precisão os "limites de competência" de qualquer pessoa, ou seja, obtêm uma definição rígida da classificação entre parceiros e subordinados. Portanto, os estilos de comunicação incluem um estilo autoritário, cujo uso contribui para a tomada de decisões pelos andares superiores da hierarquia, seguido pelo fluxo sob o disfarce das decisões diretivas. Por isso, o estilo às vezes é chamado de diretiva. Ao mesmo tempo, o líder ou líder não tem o menor desejo de incentivar a discussão de diretrizes: ele acredita que elas devem ser seguidas com firmeza.

O líder se reserva o direito de controlar e avaliar a eficácia da atividade. gerentes com um estilo de comunicação semelhante geralmente sofrem de autoestima excessiva, autoconfiança excessiva, agressividade e tendência ao diálogo estereotipado, percepção em preto e branco dos subordinados junto com suas ações.

O estilo autoritário de comunicação é inerente às pessoas com pensamento dogmático, como resultado da qual a única resposta certa será essa, e todas as outras podem estar erradas. Liderar uma discussão com essas pessoas, analisar suas decisões é uma perda de tempo, pois a manifestação da iniciativa por essas pessoas, em regra, não é incentivada.

Estilos de Comunicação: Liberal

Considere o gênero liberal do diálogo no exemplo do educador. Difere de outros estilos por sua falta de iniciativa, irresponsabilidade, inconsistência na tomada de decisões e ações, indecisão por momentos situacionais difíceis. É natural que esse interlocutor esqueça ostensivamente suas declarações anteriores e, depois de algum tempo, ele pode carregar os interlocutores completamente opostos em relação aos dados fornecidos anteriormente. Pode deixar o diálogo por si só, superestimando as capacidades dos interlocutores.

O liberal avalia seus ouvintes de acordo com o humor deles: se ele estiver de bom humor, uma avaliação positiva será seguida por uma ruim - uma negativa. Essa abordagem do diálogo mina a reputação do liberal aos olhos dos interlocutores. Mas há um lado positivo na natureza desse diálogo: ele não quer estragar completamente as relações com os oponentes, mostrando benevolência para todos durante a conversa; os interlocutores são percebidos como comunicativos, proativos, sinceros e independentes.

Estilo de negócios de diálogo

Os estilos de comunicação não excluem o diálogo comercial. É quando as pessoas interagem entre si no âmbito de suas funções profissionais. Um diálogo comercial sempre busca um objetivo específico para o qual os participantes da conversa se movem durante a conversa. Além disso, esse curso da conversa contribui não apenas para a troca de informações, mas também para certas habilidades, experiências e conhecimentos.

Um exemplo de conversa de negócios é o relacionamento com parceiros, gerência, subordinados, incluindo parceiros de negócios, concorrentes, chefes de outras organizações e proprietários de empresas, etc. Qualquer diálogo de negócios tem seu próprio estilo, que determina os métodos e métodos de conversa para atingir o objetivo final. durante uma conversa.

Uma conversa de negócios é como uma máscara ou um modelo de comportamento escolhido que ajuda o participante do diálogo a atingir o objetivo pretendido, bem como a mostrar-se no papel de um bom líder e um especialista de alta classe.

Estilos de comunicação do professor

A maneira de dialogar com o professor se deve à maneira como ele se relaciona com os alunos. Também é amplamente determinado por suas qualidades pessoais e pela situação comunicativa na atmosfera em que a interação ocorre. A qualidade pessoal mais importante de um professor durante uma conversa nada mais é do que possuir a capacidade de um organizador. A maneira como o professor se relaciona com os alunos pode ser expressa em:

  1. Passivamente positivo.
  2. Constante negativo.
  3. Situacionalmente negativo.
  4. Positivo ativo.

O primeiro tipo é caracterizado pela grosseria com o uso ativo de expressões depreciativas, insultos são manifestados, as regras profissionais éticas do professor são seriamente violadas.

O segundo tipo é caracterizado por demandas excessivas por parte do professor, reside no desejo de construir relações comerciais exclusivamente formais. Isso prejudica os alunos, pois o tom oficial e a baixa emocionalidade das comunicações têm um impacto negativo no desenvolvimento criativo das crianças.

O terceiro tipo é altamente dependente do humor do professor e, nesse sentido, ele tem fortes variações. Como resultado de tais flutuações, os alunos ficam fechados e desconfiados.

O mais favorável é o tipo positivo ativo, que provoca uma reação comercial ao comportamento ativo dos alunos, onde a comunicação informal pode ajudá-los a realizar suas necessidades.

Comunicação ritual

Os estilos de comunicação incluem diálogo ritual. Ele resolve o principal problema, mantendo o relacionamento com a sociedade, além de se representar como membro dessa comunidade. É importante aqui ter um parceiro durante o diálogo na forma do atributo necessário para realizar o ritual. A vida real é preenchida com um grande número de vários tipos de rituais, nos quais a participação de todos está implícita na forma de uma espécie de "máscara", que é predefinida por algumas propriedades. Nesses rituais, apenas uma coisa é exigida dos participantes - familiarização com as regras do jogo.

Esse estilo se distingue por muitos contatos nos quais, olhando de fora e, em alguns casos, de dentro, não há sentido e conteúdo, porque, na primeira impressão, eles não carregam informações úteis e não conseguem obter um determinado resultado.

Tempo valioso parece ser desperdiçado, causando apenas irritabilidade. Но бывают случаи, когда люди от таких встреч получают удовольствие.

Стили общения: отстранение

Весьма с трудом можно отнести данную манеру к ведению диалога. Скорее всего это является способом ухода от взаимодействия. Бывают случаи. Когда нам приходится вести беседу с человеком, который нам неприятен. Ele pode ser um cliente, chefe ou um companheiro casual no avião. O estilo desapegado tem sua própria peculiaridade - minimizar o diálogo. A seguir, exemplos de algumas dicas simples sobre como iniciar um diálogo "remoto":

  1. Não inicie uma conversa. Quem precisar, perguntará.
  2. Faça uma máscara de pedra no seu rosto. Emoções, expressões faciais e gestos aqui serão supérfluos. Se alguma coisa, pratique na frente do espelho.
  3. Deve haver uma fala extremamente seca, excluindo adjetivos, jargões e expressões diminutas.
  4. Forme respostas monossilábicas como sim, sim, veja, não, etc.
  5. Não tente usar esse estilo com pessoas que tenham pelo menos alguma importância para você. Embora, se houver um desejo de se livrar deles, então sim.
-->