Dicas úteis

Como se livrar da falta de ar: medicamentos, remédios populares

Pin
Send
Share
Send
Send


Falta de ar é uma das principais razões para ir ao médico. Esta condição patológica ocorre na maioria dos casos com esforço físico excessivo. Se os distúrbios do ritmo aparecerem em repouso, isso pode indicar a presença de doenças graves. Como livrar-se da falta de ar e um sintoma de que doenças pode aparecer, analisaremos no artigo.

Falta de ar (dispnéia) é um dos principais sinais de doenças pulmonares e cardiovasculares. É caracterizada por uma violação do ritmo da respiração. O aparecimento desse sintoma pode indicar atividade física irracional ou o desenvolvimento de alterações patológicas no corpo. Uma característica nesse caso será que, se a causa for atividade física vigorosa, a respiração será restaurada em alguns minutos, mas com fatores sérios que causam falta de ar, levará mais tempo para restaurar o ritmo da respiração.

Classificação

A dispneia fisiológica é uma condição normal e não requer medidas terapêuticas. Mas, para determinar a causa do aparecimento de dispneia patológica, é necessário primeiro determinar seu tipo.

Os especialistas distinguem os seguintes tipos:

  • Dispnéia respiratória. É caracterizada por dificuldade em respirar. Observa-se com difteria da laringe, infecções respiratórias agudas e patologias nas quais ocorre compressão dos brônquios (por exemplo, com asma brônquica).
  • Expiratório. Observa-se com dificuldade em expirar. Esse tipo de dispnéia pode ocorrer com doença pulmonar obstrutiva crônica.
  • Misto. Difícil de expirar e inspirar. Ocorre com condições patológicas graves dos pulmões e insuficiência cardíaca.

A severidade da falta de ar também é distinguida:

  • 0 grau. A dispnéia ocorre apenas com forte esforço físico.
  • 1 grau - fácil. Pode ocorrer falta de ar ao subir ou dar um passo rápido.
  • 2 graus - médio. A respiração se perde com a caminhada normal. Periodicamente, são necessárias paradas para descansar e estabilizar o ritmo respiratório.
  • Grau 3 é grave. A dispnéia ocorre durante a etapa usual e são necessárias paradas a cada poucos minutos.
  • Grau 4 é extremamente difícil. A falta de ar é detectada mesmo em repouso.

Os fatores para a ocorrência de uma condição patológica são muito diversos. Por conveniência, eles geralmente são divididos em categorias, dependendo de qual doença causou falta de ar.

  • Fisiológico. Eles não são perigosos e surgem devido à atividade física.
  • Respiratório Asma brônquica, alergias, tuberculose, pneumonia e envenenamento por substâncias voláteis podem provocar ataques de falta de ar.
  • Neuromuscular. Por exemplo, paralisia do nervo frênico.
  • Doença cardíaca O aparecimento de falta de ar está frequentemente associado ao desenvolvimento de doenças como ataque cardíaco, defeitos cardíacos, insuficiência cardíaca.
  • Vascular
  • Patologias dos pulmões - inflamação, doenças difusas do órgão.

Além das razões acima, as seguintes condições podem levar à falta de ar:

  • Lesões na cabeça em que a função do centro respiratório é prejudicada. Também estão incluídas neuroinfecção.
  • Anemia
  • Gravidez
  • Distúrbios metabólicos.
  • Ascites.
  • Doença da tireóide.
  • Neurose, ataques de pânico. Ao mesmo tempo, há uma sensação de falta de ar e aperto no peito.
  • Obesidade
  • Condições febris. Manifestado por respiração superficial rápida.
  • Estar em um quarto abafado.

Dispnéia com doença pulmonar

Falta de ar é sempre um sintoma de condições patológicas dos pulmões e brônquios. Pode ocorrer de repente ou se manifestar por um longo período de tempo - tudo depende da doença concomitante.

Nesta categoria de doenças, o caráter de falta de ar será expiratório, frequentemente acompanhado por secreção de expectoração e tosse. As vias aéreas nas quais um segredo viscoso pode se formar serão reduzidas.

Por exemplo, com asma brônquica, uma pessoa sente ataques repentinos de falta de ar. na maioria dos casos, isso ocorre em contato com um alérgeno. Normalizar a condição ajudará medicamentos especiais que expandem os brônquios. Se eles não trazem um resultado positivo, uma ameaça à vida pode surgir.

A dispnéia também é um sintoma de doenças como pneumonia e bronquite. O grau de sua manifestação dependerá da gravidade do curso da doença.

Uma das doenças mais perigosas que são acompanhadas por falta de ar é a obstrução das vias aéreas. Uma tosse dolorosa grave pode incomodá-lo. Nesse caso, é diagnosticada dispnéia inspiratória, acompanhada por respiração ruidosa.

Dispnéia com doença cardiovascular

Com doenças cardíacas, falta de ar é um dos principais sintomas. Inicialmente, essa condição se manifesta como uma leve falta de ar que ocorre durante o esforço físico. Mas à medida que a doença se desenvolve, a dispnéia se preocupa cada vez mais, manifestando-se mesmo em repouso. Nos estágios mais avançados, pode ocorrer dispnéia noturna. Essa é uma condição na qual, em um sonho, um ataque de asfixia se desenvolve.

Como se livrar rapidamente da falta de ar?

Para curar o problema o mais rápido possível, é necessário estabelecer por que ele surgiu. Sem saber as razões, é impossível aconselhar qualquer cura milagrosa - não há cura universal para a falta de ar. Portanto, lembre-se da regra número um: identifique a doença ou o problema que levou à dispnéia e elimine-a. Por exemplo, com asma brônquica, um médico pode prescrever inalações especiais para aliviar rapidamente um ataque. E com doenças cardíacas, você terá que realizar terapia medicamentosa completa.

Para acelerar o processo de cicatrização, receitas da medicina tradicional, terapia por exercícios, bem como homeopatia e fisioterapia estão frequentemente ligadas ao tratamento principal. Novamente, somente após consultar um médico.

Dispnéia em condições neuróticas

A falta de ar é parte integrante de quase todos os distúrbios psicoemocionais. Uma pessoa sente falta de ar, incapacidade de respirar. Existem muitas razões para essa condição - tensão nervosa, medos, condições deprimidas e outras. Em casos especialmente avançados de transtornos mentais, pode ocorrer asma falsa. Esta condição é caracterizada pelo desenvolvimento de falta de ar psicogênica, a respiração se torna barulhenta.

A causa de um sintoma desagradável pode ser um grande número de fatores. Portanto, para aprender a se livrar da falta de ar, é necessário determinar a doença subjacente. Na maioria dos casos, com a eficácia de seu tratamento, o sintoma desaparece. Caso contrário, as seguintes medidas de tratamento podem ser aplicadas:

  • Oxigenoterapia. Tratamento de oxigênio.
  • Broncodilatadores.
  • Aceitação de ansiolíticos, prescritos para obstrução.
  • Tomar anti-histamínicos e antiespasmódicos.

Os medicamentos para falta de ar com asma são medicamentos especiais anti-asma que ajudam a se livrar de todas as manifestações da patologia. Infelizmente, na maioria dos casos, o uso de medicamentos para essa patologia será por toda a vida. Ao aliviar os sintomas da asma brônquica, o Eufillin, administrado por via intravenosa, e os glicocorticosteróides se mostraram bem. Também podem ser usados ​​medicamentos que aliviam espasmos nos brônquios. Estes incluem fenoterol.

A ocorrência de falta de ar em uma idade mais avançada sem tratamento adequado pode levar a consequências perigosas. Durante o tratamento, é muito importante obter uma consulta preliminar com um médico e passar nos testes necessários. Vale lembrar que todos os comprimidos para falta de ar devem ser usados ​​somente após consulta com seu médico. Mas, além de razões patológicas, há outra explicação para a ocorrência desse sintoma - o corpo se desgasta ao longo do tempo e está se tornando cada vez mais difícil cumprir suas funções. Portanto, a falta de ar nos idosos pode ocorrer com caminhada prolongada ou atividade física.

Remédios populares

A medicina tradicional oferece um grande número de maneiras de tratar a falta de ar. Alguns deles são considerados universais, enquanto outros podem ser usados ​​apenas para certas doenças. Portanto, antes de iniciar a terapia, você deve consultar seu médico para excluir o desenvolvimento de consequências perigosas.

Se a causa da falta de ar for uma patologia do sistema cardiovascular, o seguinte tratamento pode ser recomendado:

  • Uma infusão de sementes de absinto, misturada com azeite de oliva, usada na quantidade de algumas gotas por dia.
  • Uma mistura de limão e alho.

Para doenças respiratórias, as seguintes receitas são usadas:

  • Com a natureza expiratória da dispnéia, recomenda-se o uso de infusão de cranberry ou lingonberry. É eficaz.
  • Com dispnéia inspiratória, pode-se demonstrar uma infusão de várias ervas - tomilho, erva-mãe, canela, amora.
  • Se a respiração for difícil com bronquite, você pode respirar vapor de batatas cozidas ou preparar uma infusão de coltsfoot, orégano e marshmallow.

Se ocorrer falta de ar ao caminhar, o tratamento com a medicina tradicional inclui o uso de leite quente de cabra com mel ou uma infusão de sementes e ramos de endro.

Com falta de ar, as seguintes plantas medicinais podem ser usadas:

  • Raiz de alcaçuz.
  • Hawthorn.
  • Melissa
  • Folhas de bétula.

Mas, para saber como se livrar da falta de ar com a ajuda da medicina tradicional, você precisa consultar um médico. Afinal, o uso de certas plantas pode levar a consequências ainda mais graves.

É importante lembrar que, no tratamento da dispneia patológica, o uso de plantas medicinais não será uma terapia prioritária, mas apenas reduzirá as manifestações da doença de base, que deve ser tratada com medicação.

Conclusão

Falta de ar é um sintoma comum de muitas doenças, portanto o tratamento em cada caso será especial. Mas existem algumas regras que devem ser seguidas para evitar a ocorrência de desconforto.

  • A tempo de curar todas as doenças.
  • Levar um estilo de vida saudável.
  • Coma direito.
  • Umedeça regularmente o ar e ventile a sala.

Para saber como se livrar da falta de ar, é necessário descobrir a principal causa de sua ocorrência, cujo tratamento deve ser prescrito por um médico.

Insuficiência cardíaca

Insuficiência cardíaca é um termo que deve ser entendido, não uma doença específica do sistema circulatório, mas uma perturbação do coração causada por várias doenças. Alguns deles serão discutidos abaixo.

A insuficiência cardíaca é caracterizada por falta de ar durante a caminhada e esforço físico. Se a doença progredir, pode ocorrer falta de ar constante, que persiste mesmo em repouso, inclusive em um sonho.

Outros sintomas característicos da insuficiência cardíaca são:

  • uma combinação de falta de ar com inchaço nas pernas, que aparecem principalmente à noite,
  • dor periódica no coração, sensação de aumento dos batimentos cardíacos e interrupções,
  • tonalidade azulada da pele dos pés, dedos das mãos e pés, ponta do nariz e orelhas;
  • pressão alta ou baixa,
  • fraqueza geral, mal-estar, fadiga,
  • tonturas frequentes, às vezes desmaio,
  • Muitas vezes, os pacientes são perturbados por uma tosse seca, que ocorre na forma de convulsões (a chamada tosse cardíaca).

O problema da dispnéia na insuficiência cardíaca é praticado por terapeutas e cardiologistas. Estudos como exames de sangue gerais e bioquímicos, eletrocardiograma, ultrassonografia do coração, radiografia e tomografia computadorizada do tórax podem ser prescritos.

O tratamento da dispnéia na insuficiência cardíaca é determinado pela natureza da doença com a qual foi causada. Para melhorar a atividade cardíaca, o médico pode prescrever glicosídeos cardíacos.
Mais sobre Insuficiência Cardíaca

Falta de ar e pressão alta: hipertensão

Na hipertensão, um aumento na pressão arterial inevitavelmente leva a uma sobrecarga do coração, o que interrompe sua função de bombeamento, levando a falta de ar e outros sintomas. Com o tempo, se não houver tratamento, isso leva à insuficiência cardíaca.

Juntamente com falta de ar e pressão alta, outras manifestações características da hipertensão ocorrem:

  • dores de cabeça e tonturas,
  • vermelhidão da pele, sensação de ondas de calor,
  • violação da saúde geral: um paciente com hipertensão arterial se cansa mais rápido, não tolera atividade física e nenhum estresse,
  • zumbido
  • "voa diante dos olhos" - tremulação de pequenos pontos de luz,
  • dor periódica no coração.

Falta de ar grave com pressão alta ocorre na forma de um ataque durante uma crise hipertensiva - um aumento acentuado da pressão arterial. Nesse caso, todos os sintomas da doença também são amplificados.

O terapeuta e o cardiologista estão envolvidos no diagnóstico e tratamento da falta de ar, cuja ocorrência está associada à hipertensão arterial. Atribuir monitoramento constante da pressão arterial, exames de sangue bioquímicos, ECG, ultra-som do coração, radiografia de tórax. O tratamento consiste no uso constante de medicamentos que mantêm a pressão arterial em um nível estável.

Dor aguda aguda no coração e falta de ar: infarto do miocárdio

O infarto do miocárdio é uma condição perigosa aguda na qual ocorre a morte de uma parte do músculo cardíaco. Ao mesmo tempo, a função do coração piora rapidamente e agudamente, há uma violação do fluxo sanguíneo. Como os tecidos não têm oxigênio, o paciente geralmente apresenta falta de ar grave durante o período agudo do infarto do miocárdio.

Outros sintomas do infarto do miocárdio são muito característicos e possibilitam reconhecer essa condição com bastante facilidade:
1. A falta de ar é combinada com a dor no coração que ocorre atrás do esterno. Ela é muito forte, tem um caráter penetrante e ardente. A princípio, o paciente pode pensar que ele simplesmente tem um ataque de angina de peito. Mas a dor não desaparece depois de tomar nitroglicerina por mais de 5 minutos.

2. Palor, suor frio e pegajoso.
3. Um sentimento de interrupção no trabalho do coração.
4. Um forte sentimento de medo - parece ao paciente que ele está prestes a morrer.
5. Uma queda acentuada da pressão arterial como resultado de uma violação pronunciada da função de bombeamento do coração.

Com falta de ar e outros sintomas associados ao infarto do miocárdio, o paciente precisa de assistência de emergência. Você precisa ligar imediatamente para a equipe da ambulância, que injetará um forte analgésico no paciente e o transportará para o hospital do hospital.
Mais sobre infarto do miocárdio

Indicações para uso contra dispnéia

Na maioria das vezes, as dificuldades respiratórias são diagnosticadas como resultado de uma doença cardíaca ou pulmonar. Isso permite que você classifique a dispnéia em cardíaca e pulmonar.

A dispnéia cardíaca é frequentemente inspiratória. Seus ataques noturnos típicos ou insuficiência respiratória como resultado de trabalho físico. As causas de insuficiência cardíaca podem ser:

  • insuficiência cardíaca
  • doença cardíaca
  • hemopericárdio
  • processos inflamatórios no miocárdio, pericárdio,
  • cardiopatia
  • síndrome coronariana.

A dispneia pulmonar ocorre como resultado de mau funcionamento do sistema respiratório, por exemplo, com essas doenças e condições:

  • obstrução dos pulmões
  • asma brônquica,
  • pneumonia
  • enfisema pulmonar
  • pneumo ou hemotórax,
  • bloqueio da artéria pulmonar,
  • entrar no trato respiratório inferior ao inalar ar de vários corpos estranhos, líquidos, etc.

Entre as causas mais raras, destacam-se patologias como presença de líquido na cavidade pleural, tumores e abscessos nos pulmões e tuberculose. Para identificar essas doenças, você deve concluir um curso completo de procedimentos de diagnóstico.

, , , , ,

Falta de ar e palpitações com taquicardia paroxística

A taquicardia paroxística é uma condição na qual o ritmo normal do coração é perturbado e começa a se contrair com muito mais frequência do que deveria. Ao mesmo tempo, não fornece força suficiente para contrações e suprimento sanguíneo normal para órgãos e tecidos. O paciente observa falta de ar e aumento da freqüência cardíaca, cuja gravidade depende de quanto tempo a taquicardia dura e de quanto fluxo sanguíneo é perturbado.

Por exemplo, se o batimento cardíaco não exceder 180 batimentos por minuto, o paciente poderá tolerar completamente a taquicardia por até 2 semanas, enquanto se queixa apenas da sensação de aumento do batimento cardíaco. Em uma frequência mais alta, há queixas de falta de ar.

Se a insuficiência respiratória é causada por taquicardia, esse distúrbio do ritmo cardíaco é facilmente detectado após a eletrocardiografia. No futuro, o médico deve identificar a doença que inicialmente levou a essa condição. Medicamentos antiarrítmicos e outros são prescritos.

Liberar formulário

Com respiração difícil, como em qualquer outra condição patológica, cada paciente aplica a forma de liberação do medicamento mais adequado para ele. Для многих людей особенно важно, чтобы лекарство было удобно носить с собой, ведь одышка часто случается вне дома – например, по дороге на работу или во время прогулки.

Comprimidos para dispnéia cardíaca, que são sempre importantes para levar com você - como regra, são No-shpa, Papaverine ou Eufillin. Eles dão um efeito rápido, mas devem ser usados ​​somente após consultar um médico.

Com dispnéia acentuada grave, próxima de um ataque de asma brônquica, é necessária a inalação de substâncias especiais anti-asma. Um inalador de falta de ar ajudará a expandir os brônquios, facilitar a ventilação pulmonar. Entre esses inaladores, salbutamol e ventolin são especialmente populares.

Berotek é um dos remédios mais poderosos para a falta de ar, no entanto, um dos efeitos colaterais durante seu uso é o tremor muscular. Outros meios - por exemplo, Astmopent, Alupent - também ajudam quase imediatamente, mas aumentam a carga no coração, o que pode causar conseqüências desagradáveis.

Comprimidos para falta de ar em idosos geralmente incluem corticosteróides. São medicamentos como hidrocortisona, prednisolona, ​​etc. Em casos graves, esses medicamentos são administrados na forma de injeções. Na ausência de isquemia do miocárdio, o médico pode usar administração subcutânea de 0,5 ml de adrenalina.

Uma injeção de falta de ar também será relevante para um processo alérgico grave com falta de ar. Nesses casos, deve-se agir muito rapidamente, pois a falta de ar pode se transformar em asfixia, com mais edema pulmonar.

Com uma alergia leve, que é acompanhada por falta de ar, antiespasmódicos e anti-histamínicos convencionais podem ajudar.

Sprays e aerossóis com falta de ar geralmente contêm Eufillin em sua composição - funciona muito bem com falta de ar severa com asfixia paroxística.

Antes de aplicar este ou aquele remédio para falta de ar, você deve definitivamente obter uma consulta médica.

Nomes de remédios para falta de ar

Dadas as possíveis causas do sintoma, os remédios para falta de ar podem ser divididos condicionalmente em cardíacos e pulmonares.

Remédios cardíacos para falta de ar são usados ​​no contexto da dieta compulsória, rotina diária. É extremamente importante se livrar de maus hábitos e levar um estilo de vida saudável - essa é a chave para uma eliminação precoce de problemas respiratórios.

Remédios para dispnéia cardíaca são prescritos dependendo da doença cardíaca específica. Os grupos de medicamentos utilizados para o tratamento são mostrados na tabela a seguir.

Lasix, Diacarb, Furosemida, etc.

Reduza o conteúdo de fluidos nos tecidos.

Ramipril, Enalapril, Captopril

Reduza a pressão, facilite o trabalho do coração.

Candesartan, Irbesartan, Vazotens

Abaixe a pressão sanguínea, reduza o tônus ​​vascular.

Bisoprolol, Nebivolol, Atenolol

Estabiliza a frequência cardíaca e a pressão sanguínea.

Veroshpiron, cancrenoato de potássio

Têm um efeito diurético, hipotensor e poupador de potássio.

Digitoxina, amiodarona, estrofantina K, etc.

Eles melhoram os processos metabólicos no miocárdio, normalizam a atividade cardíaca.

Estabiliza a frequência cardíaca.

Os remédios pulmonares para falta de ar são selecionados, dependendo da causa de sua ocorrência, na gravidade da condição do paciente. Além disso, esses medicamentos não devem apenas tratar, mas também prevenir recaídas.

Terbutalina, Indacaterol, Formoterol - são usados ​​para doenças pulmonares obstrutivas.

Tropicamida, Pirenzepina - reduz a secreção nos brônquios, reduz o tônus ​​muscular liso nos brônquios.

Teobromina, Paraxantina - elimine o broncoespasmo e relaxe os músculos lisos dos brônquios. Muitas vezes usado como uma cura para a falta de ar com bronquite.

Preparações de penicilina, fluoroquinolona, ​​cefalosporina - inibem o desenvolvimento de infecção, se as análises indicarem a presença de bactérias no sistema broncopulmonar.

Prednisolona, ​​Hidrocortisona - interrompe o processo inflamatório, tem um efeito imunossupressor e dessensibilizante. Freqüentemente usado na asma brônquica.

O médico pode prescrever outros medicamentos, a seu critério. Depende das características individuais do corpo do paciente, bem como da gravidade e causa da doença.

A eufilina, devido à falta de ar, pode ser usada tanto na forma de comprimidos quanto na forma de inalação, dependendo da gravidade da doença. Este medicamento expande quase instantaneamente os vasos e melhora sua permeabilidade: o ataque diminui e a descarga do escarro é facilitada. No entanto, não se pode ignorar alguns efeitos colaterais após o Eufillin. O medicamento pode causar tonturas, coordenação motora prejudicada, vômitos e vermelhidão da pele.

, , , ,

Medicamentos vasodilatadores para falta de ar

Os vasodilatadores são projetados para dilatar e relaxar os vasos sanguíneos, diminuindo sua resistência interna. Esta ação leva a uma diminuição da pressão arterial e melhora a circulação sanguínea.

Na dispnéia, os medicamentos vasodilatadores nem sempre são indicados - em particular, esses medicamentos são relevantes para a angina de peito. Eles são muito convenientes para tomar durante um ataque de angina de peito com falta de ar - por exemplo, basta colocar um comprimido de nitroglicerina embaixo da língua ou usar um aerossol especial.

Pacientes com tendência à hipotensão não devem esquecer que os vasodilatadores podem diminuir a pressão arterial. Portanto, com o aparecimento de dor de cabeça ou tontura, não deve ser realizada mais administração do medicamento: é melhor consultar um médico sobre o tratamento com outros medicamentos alternativos.

Como se livrar da falta de ar em casa?

Você pode curar a dispnéia nos estágios iniciais do desenvolvimento de doenças. No entanto, antes de prosseguir com o tratamento da falta de ar em casa, você ainda precisa consultar um médico primeiro.

Você pode tratar a falta de ar com remédios populares, conectando ginástica terapêutica e exercícios especiais de respiração. Falaremos sobre tudo isso abaixo.

Há várias recomendações gerais que você precisa seguir para se livrar rapidamente da falta de ar:

  1. Todos os dias, ou pelo menos 3-4 vezes por semana, você precisa fazer exercícios de ginástica. Pode ser movimentos leves e oscilações de membros ou um conjunto especial de exercícios de fisioterapia apropriados à sua doença.
  2. Um papel importante na restauração dos sistemas nervoso e cardiovascular é desempenhado pela qualidade do descanso e do sono. Para dormir, você precisa escolher um colchão de qualidade (de preferência ortopédico), um travesseiro e roupa de cama confortáveis. O quarto antes de ir para a cama deve ser arejado, independentemente da época do ano.
  3. Aromaterapia pode ser usada para estabilizar o funcionamento do coração e do sistema nervoso: os óleos aromáticos de agulhas de pinheiro, hortelã-pimenta e lavanda funcionam perfeitamente.
  4. Não devemos esquecer os passeios: ar fresco, raios do sol, sons da natureza - um excelente remédio para curar todo o corpo.
  5. Certifique-se de seguir a dieta. Deve ser completo, equilibrado, com uma proporção suficiente de vegetais e laticínios. Você não pode comer demais e consumir muitos doces e gorduras: o excesso de peso sempre agrava a falta de ar e aumenta a carga no coração e nos vasos sanguíneos.
  6. Abandone os maus hábitos: tanto o álcool quanto o fumo não ajudarão a se livrar do problema.

Edema pulmonar

O edema pulmonar é uma condição patológica aguda que se desenvolve com a função ventricular esquerda comprometida. Primeiro, o paciente sente falta de ar grave, que se transforma em asfixia. Sua respiração fica alta, borbulhante. À distância, o chiado é ouvido nos pulmões. Uma tosse úmida aparece durante a qual muco claro ou aquoso sai dos pulmões. O paciente fica azul, a asfixia se desenvolve.

Para falta de ar associada ao edema pulmonar, é necessária atenção médica de emergência.

Dispnéia pulmonar

Falta de ar é um sintoma característico da bronquite - uma lesão inflamatória infecciosa dos brônquios. A inflamação pode ser localizada nos brônquios grandes e nos bronquíolos menores, que passam diretamente para o tecido pulmonar (a doença é chamada bronquiolite).

A falta de ar ocorre na bronquite obstrutiva aguda e crônica. O curso e os sintomas dessas formas da doença diferem:
1.Bronquite aguda tem todos os sinais de uma doença infecciosa aguda. A temperatura do corpo do paciente aumenta, coriza, garganta inflamada, tosse seca ou úmida, uma violação do estado geral. O tratamento da falta de ar com bronquite envolve a nomeação de medicamentos antivirais e antibacterianos, expectorantes, broncodilatadores (expansão do lúmen dos brônquios).
2.Bronquite crônica pode levar à falta de ar constante ou a seus episódios na forma de exacerbações. Esta doença nem sempre é causada por infecções: causa irritação a longo prazo da árvore brônquica com vários alérgenos e substâncias químicas nocivas, a fumaça do tabaco. O tratamento da bronquite crônica é geralmente longo.

Na bronquite obstrutiva, a expiração (dispnéia expiratória) é mais frequentemente observada. Isso é causado por três grupos de razões que o médico tenta combater durante o tratamento:

Alho por falta de ar

O alho pode ser considerado um suplemento dietético devido ao fato de conter apenas uma enorme quantidade de ingredientes saudáveis. Por exemplo, uma das principais substâncias do alho é considerada tiamina - ou vitamina B1. Esta substância estabiliza o sistema nervoso, melhora o processamento de açúcares e facilita o fluxo de processos energéticos intracelulares. É verdade que apenas o alho cru, que não passou por tratamento térmico, tem essas propriedades.

O alho é útil para a prevenção de infecções virais respiratórias agudas, para melhorar o funcionamento das articulações e do fígado. Mas o alho ajuda com dificuldade em respirar?

O alho ajuda os hipertensos a normalizar a pressão alta: dilata os vasos sanguíneos e alivia a condição dos pacientes. A massa de nutrientes no alho ajuda a eliminar o risco de trombose. E o afinamento do sangue é um dos métodos para a prevenção de derrames e ataques cardíacos. Os cientistas também descobriram que um dos componentes do alho da alicina é um antioxidante e é capaz de diminuir o colesterol no sangue, impedindo o desenvolvimento de aterosclerose.

Existem muitas receitas nas quais o alho é usado para falta de ar. Convidamos você a se familiarizar com eles.

Limões e alho por falta de ar

Para eliminar a falta de ar em idosos, esta receita é recomendada. Pegue um par de cabeças de alho médio, descasque e moa em mingau. A massa resultante é vertida em 400 ml de óleo de girassol escuro, misturada e colocada em uma geladeira para armazenamento. Não é necessário insistir em um remédio para falta de ar, ele já está pronto para uso. E eles usam da seguinte maneira: tome 1 colher de chá. óleo de alho obtido e misture com a mesma quantidade de suco de limão espremido na hora. Tome esta mistura três vezes ao dia por 30 minutos antes de comer, durante um mês. Para obter um efeito duradouro, recomenda-se realizar três cursos de tratamento ao longo do ano.

Mel, limão e alho por falta de ar

Muitos pacientes usam o seguinte remédio para problemas respiratórios:

  • Tome 1 colher de sopa. eu mel, uma dúzia de limões médios e uma dúzia de cabeças médias (nomeadamente cabeças, não dentes) de alho.
  • O alho é torcido em um moedor de carne, espremido suco de limão, misture tudo e adicione o mel.
  • Coloque em um recipiente fechado para infundir por uma semana, em local escuro.
  • O remédio resultante para falta de ar é tomado em 4 colheres de chá. de cada vez, diariamente, uma vez por dia. O produto não é engolido imediatamente, mas é absorvido gradualmente na boca.

A prescrição indica que a quantidade de medicamento recebida deve ser suficiente por cerca de um mês. Especialmente, esta ferramenta é recomendada para pessoas preocupadas com falta de ar ao caminhar.

Tinturas para falta de ar

A tintura de espinheiro melhora a função contrátil do músculo cardíaco, tonifica e melhora o fluxo sanguíneo coronário. Sob a influência dessa tintura, uma sensação de peso e dor no peito passa, a respiração é facilitada. Este medicamento pode ser usado nos estágios iniciais da hipertensão, com arritmias cardíacas e neurose.

Tome delicadamente a tintura de espinheiro, não excedendo a dosagem recomendada: grandes doses da droga podem levar ao efeito oposto exato.

É ideal tomar 30 gotas de tintura de espinheiro três vezes ao dia, 30 minutos antes de comer.

Em vez de tintura de espinheiro, você pode tirar com sucesso a tintura de erva-mãe. Motherwort melhora o desempenho do miocárdio, acalma e alivia a neurose, estabiliza a pressão sanguínea. A tintura de motherwort para problemas respiratórios é tomada duas a quatro vezes por dia, diluindo 10 a 30 gotas do medicamento em meio copo de água. O tratamento pode ser continuado por não mais de três meses consecutivos, após o qual você precisa fazer uma pausa.

Causas de doenças cardíacas

Se o coração não consegue lidar com o estresse, ocorre falta de ar. Nos vasos pulmonares, o fluxo sanguíneo diminui e a pressão nas artérias aumentaresultando em um espasmo de arteríolas. Naturalmente, as trocas gasosas são perturbadas.

Você pode descrever com mais detalhes o padrão de desenvolvimento da dispnéia nas doenças cardíacas:

  • Se as áreas esquerdas do coração são afetadas, o volume do débito cardíaco diminui e a estase sanguínea se forma na área pulmonar.
  • Manifestações estagnadas interrompem as trocas gasosas do trato respiratório, o que causa uma falha na ventilação.
  • Para normalizar a respiração, o corpo aumenta a profundidade e a frequência das respirações. Então, falta de ar se desenvolve.

Quase todas as patologias cardiovasculares são acompanhadas por falta de ar de vários tipos:

    Nos idosos, a falta de ar se manifesta na isquemia e na hipertensão arterial.

E como existe uma correlação entre hipertensão e excesso de peso, em pacientes completos com pressão constantemente aumentada, a falta de ar está presente não apenas durante o esforço, mas também em repouso e até à noite.

O sono dessas pessoas é perturbador e a apneia é frequentemente interrompida.

  • O infarto do miocárdio e sua variante asmática apresentam todos os sinais de insuficiência ventricular esquerda. Respiração rouca com falta de ar e até asfixia é observada.
  • Todas as lesões cardíacas crônicas são acompanhadas por dispnéia noturna.
  • Asma cardíaca causa muito sofrimento.
  • Edema pulmonar muito perigoso, que pode levar à morte.
  • O tromboembolismo, que causa insuficiência respiratória, em geral, não pode existir sem falta de ar e asfixia.
  • Como determinar que a falta de ar é cardíaca? Essa falta de ar tem sintomas específicos que você precisa saber:

    • A inalação é muito difícil.
    • Surge e amplifica sob quaisquer cargas.
    • Aparência em posição deitada. A posição horizontal faz o coração funcionar em um modo aprimorado. Se você se sentar, a respiração volta ao normal.

    Terapia medicamentosa

    Como aliviar convulsões e como tratar a falta de ar na insuficiência cardíaca, que pílulas para isso são prescritas por especialistas? Para eliminá-lo, você deve trabalhar na causa, que é a insuficiência cardíaca.

    É necessário um diagnóstico completo para ajudar a encontrar a causa raiz da doença. - pressão alta, doença cardíaca coronária ou doença cardíaca congênita.

    Os seguintes medicamentos são prescritos:

    • Glicosídeos. Digoxina, Korglikon têm um efeito cardiotônico. Taquicardia é eliminada.
    • Inibidores. Quinapril, Ramipril, Thrandolapril restauram os vasos sanguíneos e dilatam as artérias.
    • Diuréticos. Britomir, Furosemide removem edema e reduzem a carga no coração.
    • Vasodilatadores. Isoket, nitroglicerina, minoxidil normalizam o tônus ​​vascular.
    • Bloqueadores beta. Carvedipol, Metopropol, Celipropol eliminam arritmia e falta de oxigênio.
    • Anticoagulantes. Varfarina, Arikstra, Sinkumar previnem coágulos sanguíneos e diluem o sangue.
    • Estatinas. Lipostat, Anvistat, Zokor diminuem o colesterol e impedem a formação de placas.
    • Medicamentos antitrombóticos. Cardiomagnil, aspirina Cardio, Curantil também atuam como anticoagulantes.

    Se a medicação para falta de ar em pacientes com insuficiência cardíaca não for eficaz, a cirurgia é recomendada:

    • Elimine o defeito valvular.
    • Instalação de um marcapasso.
    • Transplante ventricular.
    • Moldura de embrulho de coração.
    • Transplante de coração.

    É possível curar

    Um tratamento universal para a doença ainda não existe. A terapia dependerá da doença subjacente. Mas como remover a falta de ar na insuficiência cardíaca em ataques agudos e graves?

    Os médicos prescrevem:

    • Medicamentos ansiolíticos. Uma mudança na percepção do paciente sobre esse sintoma reduz a insuficiência respiratória.
    • Oxigênio. É indicado para pacientes com insuficiência cardíaca, nos quais a falta de ar está em repouso e até em sonho.
    • Cuidados respiratórios. Ventilação com máscaras especiais.

    Mas estes são métodos auxiliares de tratamento, e o principal tratamento é realizado no campo das patologias cardíacas.

    O que fazer em caso de emergência

    No caso de um ataque grave, as ações necessárias são tomadas antes que a ambulância chegue:

    1. O paciente deve estar em uma posição semi-sentada.
    2. Desaperte as roupas apertadas e forneça ar fresco.
    3. Sob a língua nitroglicerina (não mais que dois comprimidos, com um intervalo de 7 minutos).
    4. É aconselhável que o paciente tome um agente hipotensor.

    Dicas úteis

    Para eliminar o sintoma, tomar medicamentos não é suficiente. Você deve ativar a vida, responder adequadamente ao estresse, observar uma dieta e atividade física. O paciente é recomendado:

    • Recuse maus hábitos.
    • Passeios frequentes, de preferência no parque ou na floresta.
    • Excluir ações que provocam falta de ar.
    • Roupas não devem restringir o movimento.

  • Os medicamentos devem estar em um local visível (ninguém está garantido contra distúrbios).
  • Изголовье кровати должно быть приподнято на 40 градусов.
  • Приём пищи маленькими порциями.
  • Требуется низкокалорийная диета с ограниченным содержанием поваренной соли.
  • Ежедневный контроль давления.
  • O que é impossível:

    • Tome medicamentos que retêm líquidos.
    • Mude a dosagem.
    • Ignore o modo de dia atribuído.
    • Dormir menos de 8 horas.
    • Fique em um quarto abafado por um longo tempo.

    Isso atrasa o diagnóstico e atrasa o início oportuno da terapia necessária. A insuficiência cardíaca em execução ameaça uma patologia perigosa - edema pulmonar.

    Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC)

    A DPOC é um conceito amplo que às vezes é confundido com bronquite crônica, mas, na verdade, não é exatamente a mesma coisa. As doenças pulmonares obstrutivas crônicas representam um grupo independente de doenças que são acompanhadas por um estreitamento do lúmen dos brônquios e se manifestam como falta de ar como principal sintoma.

    A dispnéia constante na DPOC ocorre devido ao estreitamento do lúmen do trato respiratório, causado pela ação de substâncias nocivas irritantes sobre eles. Na maioria das vezes, a doença ocorre em fumantes pesados ​​e pessoas envolvidas em trabalhos perigosos.
    Nas doenças pulmonares obstrutivas crônicas, as seguintes características são características:

    • O processo de estreitamento dos brônquios é praticamente irreversível: pode ser interrompido e compensado com a ajuda de medicamentos, mas é impossível reverter.
    • O estreitamento das vias aéreas e, como conseqüência, falta de ar, está aumentando constantemente.
    • A dispnéia é principalmente de caráter expiratório: brônquios e bronquíolos pequenos são afetados. Portanto, o paciente inspira facilmente o ar, mas exala com dificuldade.
    • A dispnéia nesses pacientes é combinada com uma tosse úmida, durante a qual o escarro desaparece.

    Se a falta de ar for crônica e houver suspeita de DPOC, o terapeuta ou pneumologista indicará ao paciente um exame, que inclui espirografia (avaliação da função respiratória dos pulmões), radiografia de tórax nas projeções frontal e lateral, exame de escarro.

    O tratamento da dispnéia na DPOC é um exercício complexo e demorado. A doença muitas vezes leva à incapacidade do paciente e sua incapacidade.
    Mais sobre DPOC

    A pneumonia é uma doença infecciosa na qual um processo inflamatório se desenvolve no tecido pulmonar. Falta de ar e outros sintomas, cuja gravidade depende do patógeno, da extensão da lesão, do envolvimento de um ou de ambos os pulmões no processo.
    Falta de ar com pneumonia é combinada com outros sintomas:
    1. Normalmente, a doença começa com um aumento acentuado da temperatura. Parece uma infecção viral respiratória grave. O paciente sente uma deterioração nas condições gerais.
    2. Observa-se uma tosse forte, que leva à liberação de uma grande quantidade de pus.
    3. A falta de ar com pneumonia é notada desde o início da doença, é mista, ou seja, o paciente tem dificuldade em inspirar e expirar.
    4. Palidez, às vezes com um tom de pele cinza-azulado.
    5. Dor no peito, especialmente no local onde o foco patológico está localizado.
    6. Em casos graves, a pneumonia é frequentemente complicada por insuficiência cardíaca, o que leva ao aumento da falta de ar e ao aparecimento de outros sintomas característicos.

    Se sentir falta de ar grave, tosse e outros sintomas de pneumonia, consulte um médico o mais rápido possível. Se o tratamento não for iniciado nas primeiras 8 horas, o prognóstico do paciente piora, até a possibilidade de morte. O principal método diagnóstico para falta de ar causada por pneumonia é a radiografia de tórax. Medicamentos antibacterianos e outros são prescritos.

    Tumores pulmonares

    Diagnosticar as causas da falta de ar em tumores malignos nos estágios iniciais é bastante complicado. Os métodos mais informativos são radiografia, tomografia computadorizada, marcadores de tumores no sangue (substâncias especiais que se formam no corpo quando um tumor está presente), citologia do escarro, broncoscopia.

    O tratamento pode incluir intervenção cirúrgica, uso de citostáticos, radioterapia e outros métodos mais modernos.

    Palidez e falta de ar durante o esforço físico: anemia

    Anemia (anemia) é um grupo de patologias que se caracterizam por uma diminuição no conteúdo de glóbulos vermelhos e hemoglobina no sangue. As causas da anemia podem ser muito diversas. O número de glóbulos vermelhos pode diminuir devido a distúrbios hereditários congênitos, infecções e doenças graves, tumores no sangue (leucemia), sangramento crônico interno e doenças dos órgãos internos.

    Toda anemia tem uma coisa em comum: como resultado da diminuição do nível de hemoglobina na corrente sanguínea, menos oxigênio é entregue aos órgãos e tecidos, incluindo o cérebro. O corpo está tentando compensar de alguma forma essa condição, como resultado, a profundidade e a frequência das respirações aumentam. Os pulmões estão tentando "bombear" mais oxigênio para o sangue.

    Falta de ar com anemia é combinada com os seguintes sintomas:
    1. O paciente literalmente sente um colapso, fraqueza constante, ele não tolera aumento da atividade física. Esses sintomas ocorrem muito antes da falta de ar.
    2. A palidez da pele é um sinal característico, pois é a hemoglobina contida no sangue que lhe confere uma cor rosa.
    3. Dores de cabeça e tonturas, problemas de memória, atenção, concentração - esses sintomas estão associados à falta de oxigênio no cérebro.
    4. Violado e funções vitais como sono, desejo sexual, apetite.
    5. Na anemia grave, a insuficiência cardíaca se desenvolve com o tempo, o que leva à piora da falta de ar e outros sintomas.
    6. Alguns tipos individuais de anemia têm seus próprios sintomas. Por exemplo, com anemia com deficiência de vitamina B12, a sensibilidade da pele é prejudicada. Com anemia associada a danos no fígado, além da palidez da pele, também ocorre icterícia.

    O tipo mais confiável de pesquisa que pode detectar anemia é um exame geral de sangue. O plano de tratamento é elaborado por um hematologista, dependendo das causas da doença.
    Mais sobre anemia

    Por que a falta de ar ocorre depois de comer?

    Falta de ar depois de comer é uma queixa bastante comum. No entanto, por si só, não permite suspeitar de nenhuma doença em particular. O mecanismo de seu desenvolvimento é o seguinte.

    Depois de comer, o sistema digestivo começa a funcionar ativamente. A membrana mucosa do estômago, pâncreas e intestinos começam a secretar numerosas enzimas digestivas. É necessária energia para empurrar os alimentos através do trato digestivo. Em seguida, proteínas, gorduras e carboidratos processados ​​por enzimas são absorvidos pela corrente sanguínea. Em conexão com todos esses processos, é necessário um influxo de grandes quantidades de sangue para os órgãos do sistema digestivo.

    O fluxo sanguíneo no corpo humano é redistribuído. O intestino recebe mais oxigênio, os demais órgãos menos. Se o corpo estiver funcionando corretamente, nenhuma violação será observada. Se houver doenças e anormalidades, a fome de oxigênio se desenvolve nos órgãos internos, e os pulmões, tentando eliminá-lo, começam a trabalhar em ritmo acelerado. A falta de ar aparece.

    Se você sentir falta de ar depois de comer, precisará marcar uma consulta com um terapeuta para fazer um exame e entender suas causas.

    Tireotoxicose

    A tireotoxicose é uma condição na qual há produção excessiva de hormônios da tireóide. Nesse caso, os pacientes se queixam de falta de ar.

    A dispnéia com esta doença é devido a duas razões. Em primeiro lugar, todos os processos metabólicos são aprimorados no corpo, por isso sente a necessidade de uma quantidade maior de oxigênio. Ao mesmo tempo, a freqüência cardíaca aumenta, até a fibrilação atrial. Nesta condição, o coração não é capaz de bombear adequadamente o sangue através de tecidos e órgãos; eles não recebem a quantidade necessária de oxigênio.
    Mais sobre tireotoxicose

    Síndrome do Desconforto Respiratório do Recém-Nascido

    Essa é uma condição quando um bebê recém-nascido apresenta distúrbio no fluxo pulmonar e ocorre edema pulmonar. Na maioria das vezes, a síndrome do desconforto se desenvolve em crianças nascidas de mulheres com diabetes, sangramento, doenças cardíacas e dos vasos sanguíneos. Nesse caso, a criança tem os seguintes sintomas:
    1. Falta de ar grave. Ao mesmo tempo, a respiração se torna muito frequente e a pele do bebê adquire um tom azulado.
    2. A pele fica pálida.
    3. A mobilidade do peito é difícil.

    Com a síndrome do desconforto respiratório do recém-nascido, é necessária atenção médica imediata.

    Causas da dispnéia durante a gravidez

    Durante a gravidez, os sistemas cardiovascular e respiratório das mulheres começam a experimentar um aumento do estresse. Isso ocorre pelos seguintes motivos:

    • um embrião e feto em crescimento requerem mais oxigênio,
    • o volume total de sangue circulando no corpo aumenta,
    • Um feto aumentado começa a apertar o diafragma, o coração e os pulmões por baixo, o que dificulta a respiração e as contrações cardíacas,
    • com desnutrição de uma mulher grávida, a anemia se desenvolve.

    Como resultado, durante a gravidez, há uma constante falta de ar constante. Se a frequência respiratória normal de uma pessoa é de 16 a 20 por minuto, em mulheres grávidas, de 22 a 24 por minuto. A falta de ar se intensifica durante o esforço físico, estresse, ansiedade. Quanto mais tarde a gravidez, maior a dificuldade respiratória.

    Se a falta de ar durante a gravidez for severamente expressa e muitas vezes preocupa, você deve definitivamente visitar um médico na clínica pré-natal.

    Tratamento de falta de ar

    Para entender como tratar a falta de ar, primeiro você precisa entender o que causou esse sintoma. É necessário descobrir que doença levou à sua ocorrência. Sem isso, o tratamento de alta qualidade é impossível e ações erradas, pelo contrário, podem prejudicar o paciente. Portanto, os medicamentos para falta de ar devem ser prescritos estritamente por um terapeuta, cardiologista, pneumologista ou especialista em doenças infecciosas.

    Além disso, não use independentemente, sem o conhecimento de um médico, todos os tipos de remédios populares para falta de ar. Na melhor das hipóteses, eles serão ineficazes ou trarão um efeito mínimo.

    Se uma pessoa notou esse sintoma, deve consultar um médico o mais rápido possível para prescrever a terapia.

    Pin
    Send
    Share
    Send
    Send